Corinthians joga água fria no Chimarrão do Grêmio e dispara na liderança
26/06/2017 - 8h52 em CLUBE Noticias

 

Está difícil parar o Corinthians no Campeonato Brasileiro. Nem o Grêmio, tido por muitos como um time melhor, conseguiu. Mesmo jogando em casa. Neste domingo, na arena, tornou-se mais uma vítima do futebol pragmático, competitivo e disciplinado taticamente do time paulista. O time alvinegro venceu por 1 a 0, manteve a invencibilidade, subiu para 26 pontos classificação, agora quatro a mais do que o próprio Grêmio, e se impõe cada vez mais na competição.

Neste domingo (25/6), o Corinthians teve como grandes personagens uma figura conhecida, o goleiro Cássio (pegou até pênalti) e outra improvável. Paulo Roberto só jogou porque Gabriel estava suspenso e foi fundamental para a vitória. Jogando em casa, o Grêmio tomou a iniciativa e o Corinthians começou marcando atrás.

Ambas as equipes tentaram fazer o que seus técnicos pediram, mas foi o fator surpresa que colocou o Corinthians em vantagem, logo aos seis minutos do segundo tempo. Paulo Roberto, que já havia feito uma bela arrancada na primeira etapa, arrancou de novo, deixou Luan e Geromel para trás e, da lateral da área, pelo lado esquerdo, cruzou. Jô não conseguiu dominar, mas a bola ficou limpa para Jadson bater rasteiro, entre as pernas de Marcelo Grohe. Atrás no placar, o Grêmio tentou partir para o sufoco. Mas o Corinthians é equipe bem montada, fria, com jogadores conscientes, e tratou de cortar os espaços gremistas. Além disso, quando conseguiu furar o bloqueio defensivo dos paulistas, o Grêmio encontrou Cássio.

Mas a grande chance do Grêmio foi um jogador do Corinthians, Marquinhos Gabriel - acabara de entrar no lugar de Rodriguinho - quem deu: em uma cobrança de escanteio, ele puxou de maneira infantil Geromel na área. Pênalti claro. Aí, Luan, o craque do time, cobrou. Pessimamente. Bateu fraco e Cássio, uma barreira, defendeu. Aí, o nervosismo tomou conta de vez dos gremistas.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!