APOIO CULTURAL

Superintendente diz que 'não há motivo para pânico' por 99 presos estarem foragidos após rebelião com nove mortos.
02/01/2018 - 16h02 em CLUBE Noticias

Superintendente diz que 'não há motivo para pânico' por 99 presos estarem foragidos após rebelião com nove mortos

 

Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) afirmou nesta terça-feira (2) que não há motivo para pânico pelo fato de 99 presos continuarem foragidos após a rebelião que deixou nove mortos em um presídio de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. O órgão informou que as buscas pelos fugitivos continuam.

"Equipes de toda a força de segurança estão no combate, todos estão atentos com prioridade de atuação, mas não há motivo para pânico, a população deve ter cuidados de segurança normais", disse o superintendente Newton Castilho.

motim começou por volta das 14h de segunda-feira (1º) na Colônia Agroindustrial de Regime Semiaberto, sendo controlado duas horas depois. A Seap informou que, por causa da confusão, cerca de 90 presos saíram da unidade e ficaram na porta por questão de segurança, mas retornaram depois que a situação foi normalizada. Outros 242 presos fugiram, sendo que 143 foram recapturados.

Falta de estrutura e agentes

Castilho ressaltou que o briga entre grupos rivais por causa do tráfico de drogas motivou o conflito. Presos da ala C invadiram as alas A, B e D, onde ficam detentos rivais.

 

O superintendente confirmou que os presos fizeram um buraco na parede para invadir as outras alas. Ele afirma que o espaço foi aberto no mesmo dia da rebelião.

COMENTÁRIOS