Detentos destroem celas e queima colchões durante motim em Goiás
10/04/2017 07:43 em CLUBE Noticias

 

 

Um grupo de detentos destruiu celas e queimou colchões durante um motim neste domingo (9) na cadeia de Goiandira, no sudeste de Goiás. Parentes que tentaram fazer a visita aos presos não puderam entrar e ficaram preocupados.

Ao todo, 18 presos estavam na cadeia no momento do motim. A fumaça dos colchões queimados assustou muitos moradores da região. Na unidade, a segurança é feita pela Polícia Militar. A corporação recebeu o reforço do Corpo de Bombeiros para apagar as chamas e do Poder Judiciário para controlar a situação.

“Estamos apurando o que aconteceu, quem começou, onde começou, qual cela. Isso tudo vai ser apurado em um segundo momento”, disse o juiz Hugo Gutemberg de Oliveira.

Em nota, a Polícia Militar informou que não houve fugas durante o motim e que na sexta-feira (7) realizou uma revista na cadeia e encontrou celulares, armas artesanais e drogas, “o que pode ter motivado a insatisfação dos detentos”.

Após o motim, os presos precisaram ser transferidos, pois as celas ficaram destruídas. Os detentos foram levados para unidades em Catalão e Corumbaíba.

Segundo o juiz, ainda não é possível determinar quando os presos vão voltar para a cidade. “A cadeia acabou, não temos celas, eles colocaram fogo. Quando coloca fogo, a estrutura do prédio fica muito abalada, então a gente não sabe se vai ser possível inclusive reutilizar o prédio para isso”, explicou Oliveira.

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!