BLOG DO IRINEU - A covardia do silêncio
01/06/2019 06:40 em CLUBE Noticias

 

Há mais de um ano tenho escrito que o Supremo Tribunal Federal estava aguardando a mineradora Sama fechar suas portas para então fazer a publicação do acórdão de sua inconstitucional decisão de banir o amianto do mercado nacional. Ilegal, sim, por que não cabe na democracia uma Suprema Corte ousada como esta que vive a legislar a exemplo do que acaba de fazer em relação a homofobia.
No caso da Sama, o Supremo Tribunal Federal adotou o ritual da omissão desde o primeiro afronta à Constituição Federal, quando São Paulo, ferindo a lei maior, baniu o amianto de seu território. Os Pilatos do STF não julgaram a inconstitucionalidade, e os promotores do Ministério do Trabalho fizeram o mercado entender o tradicional "quem cala consente", ou seja, a Suprema Corte admitia o inadmissível. Com isso, outros Estados também desrespeitaram a lei predominante.
Foram 13 anos de um silêncio canalha! De uma covardia sem limites! Não tinha como o mercado interno sobreviver ao bombardeio, e a tese nazista da mentira repetida várias vezes prevaleceu. E quando sua obra estava consumada os atrevidos juízes “criaram” uma constitucionalidade tão fajuta que sequer tiveram coragem de publicar o acórdão. Mais um ano do silêncio covarde. Publicado o acórdão, Sama e sociedade entraram com os agravos, que apesar de todos os tardios movimentos políticos pedindo misericórdia por Minaçu, também estão sendo julgados pelo maldito silêncio!
Agora acabou! A Sama demitiu ontem os últimos 283 funcionários, mas, ainda alimenta a esperança de uma decisão favorável à extração do amianto para exportação. Mas, enquanto existir tal possibilidade os Pilatos permanecerão em silêncio! Quando a Eternit, dona da Sama, demitir seu último funcionário, ai, sim, os Pilatos lavarão suas imundas mãos. Que a sociedade lave suas togas!!!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!