Blog do Irineu - Com VAR e sem VAR
11/07/2019 08:37 em CLUBE Noticias

 

 Com VAR e sem VAR

(14 de julho) - O show da semana ficou para Raphael Claus, que apitou um dos mais difíceis clássicos do futebol nacional, sem pedir intervenção do VAR e sem dar um cartão amarelo sequer. Teve polêmica, sim, Mano Menezes estava bravo querendo o VAR para rever lance que achava ter sido pênalti, e Claus, respeitosamente, se aproximou dele e informou que o lance estava sendo revisto pelo VAR e qualquer coisa ele (Claus) seria informado. Assim o VAR dará certo, agora como Anderson Daronco fez em Curitiba vai ser o fim do futebol. Deixou claro que a equipe escalada para o jogo tinha sido encomendada pelo Flamengo. Quando Diego Alves pegou a bola com a mão fora da área ele tinha de dar a falta e cartão amarelo para o goleiro do Flamengo. A Globo (pasmem!) disse que ele tinha de ser expulso. Ouvi o jogo pela rádio CAP, que é do Atlético Paranaense (acreditem), e os locutores concordaram com a anulação dos dois primeiros gols do time curitibano, mas lamentaram a não marcação de um pênalti para Atlético e, ai, sim, expulsão pelo segundo cartão amarelo – primeiro pela mão na bola fora da área, e segundo pelo penal cometido. Lamentaram também o terceiro gol anulado e a demora do VAR em definir um lance duvidoso. Ou seja, só por essas evitou a eliminação precoce do Flamengo. Mas teve mais: quando o Daronco chamou o VAR para um segundo lance em que o Atlético reclamava pênalti os radialistas já tinha revisto tudo e disseram que não tinha sido pênalti. Isso foi feito por eles com 1 minuto, e o VAR parou o jogo por 8 minutos para no retorno marcar um falta no meio campo que antecedeu ao lance da área. Parece piada: quando foi pênalti ele não chamou o VAR! (risos).
A gente entende que não foi burrice, pelo contrário, muita inteligência. O tempo parado foi o suficiente para o treinador do Flamengo saber o que fazer da vida, pois, perdia de 1 x 0 e Atlético estava mais perto do segundo gol que o Flamengo do empate. E não deu outra: no primeiro lance do retorno, numa cobrança de lateral o Flamengo achou o gol que precisava. Daronco deu um show, uma verdadeira aula de como interferir no resultado de um jogo e ser xingado de burro ao invés de ladrão!!!

Paulígrafo
Vai ter que voltar a época do “paulígrafo”. Em nova audiência João de Deus negou novamente os abusos sexuais.

Dilma de luto

Morreu em Minas, aos 95 anos, Dilma Jane da Silva, mãe da ex-presidente Dilma.

Revolta no Paraná


(10 de julho) - Aconteceram ontem os primeiros jogos das quartas de finais da Copa do Brasil. No Paraná, muita polêmica para Flamengo e Atlético. Aos 10min de jogo, Diego Alves saiu de sua área e pegou a bola com as mãos na meia lua, impedindo que o atacante Marcelo Cirino a alcançasse. O árbitro Anderson Daronco não marcou a infração. O VAR também não foi acionado. Na Central do Apito da Globo, o comentarista de arbitragem Paulo Cesar de Oliveira disse que o goleiro do Flamengo deveria ter sido expulso.Mas revoltado mesmo com o lance foram os locotores da Rádio CAP (Curitiba), principalmente depois de o goleiro cometer uma penalidade (na opinião deles) também não marcada. Ai, sim, falaram durante o resto da partida que o goleirão tinha de ter sido expulso por 2 cartões amarelo, além do prejuizo da penalidade. Ainda no primeiro tempo o Atlético teve dois gols anulados bem absolvidos pelos locutores da terra, mas, na segunda etapa, outra lance que gerou muita polêmica. Marcelo Cirino foi derrubado por Renê dentro da área, e Anderson Daronco não marcou nada. Após seguir o jogo, o VAR foi chamado. 

Ao rever o lance os locutores da CAP disseram não ter sido pênalte. E ficaram a questionar: por que nós com um minuto tivemos a certeza de que não foi pênalte e o VAR não decide logo. O VAR demorou oito minutos para decidir por uma falta anterior ao lance. Nesse intervalo o treinador do Flamengo fez duas modificalções na equipe e voltou completamente diferente. 
Antes do intervalo, o Atlético estava mais proximo do segundo gol que o Flamengo do empate. Só que no primeiro lance após o intervalo do VAR o Flamengo empatou para uma revolta generalizada.
A verdade é o seguinte: o Flamengo é o que obteve o melhor resultado. Jogar em casa por vitória simples é muito fácil. Não será nada fácil para o Palmeiras segurar o empate no Rio Grande, e não será nada difícil o Grêmio superar o Bahia na Fonte Nova, pois um novo empate leva a decisão aos penaltes.
Hoje tem a peleja dos dois últimos classificados. Aí é guerra: O Cruzeiro tem 6 copas do Brasil e o Atlético apenas uma.
  A questão é que a única do Galo foi conquistada em cima do Cruzeiro, o que aumenta ainda mais a rivalidade entre as duas equipes.

Falando do esporte goiano o Goiás oficializou ontem a contratação do zagueiro Paulo Ricardo, de 24 anos. Ele estava no Fluminense e pertence ao Sion, da Suíça, que emprestou o jogador ao Verdão até o fim da temporada. Além do zagueiro, o Goiás também busca mais um atacante para a sequência do Campeonato Brasileiro. A bola da vez é Rafael Moura, de 36 anos, que passou pelo clube em 2010, ano do vice-campeonato na Copa Sul-Americana. O acerto entre Goiás e Rafael Moura já está apalavrado, restando apenas a ar dossinatura de contrato e o anúncio oficial por parte do clube. O atacante de 36 anos desembarcou em Goiânia nesta quarta-feira, passou por exames médicos e se reuniu com a diretoria para concluir os últimos detalhes do negócio.

Boa notícia para o Atlético-GO na semana do clássico contra o Vila Nova. O departamento jurídico rubro-negro conseguiu efeito suspensivo para o meia Matheus, que, desta forma, poderá atuar no próximo sábado. Matheus foi expulso de forma direta na partida contra o Vitória, na quinta rodada, e pegou um jogo de gancho além da suspensão automática. A pena deveria ser cumprida contra o Vila Nova, porém, com o efeito suspensivo ele está liberado.

Atlético-GO e Vila Nova se enfrentam sábado, às 16h30, no estádio Antônio Accioly, pela nona rodada da Série B.  O Atlético-GO deverá ter de volta seu famoso quarteto ofensivo no clássico do próximo sábado contra o Vila Nova, na volta da Série B do Campeonato Brasileiro. Recuperado de lesão muscular, Jorginho, que ainda não entrou em campo na competição nacional, vem treinando normalmente ao lado de Matheus, Mike e Pedro Raul. Rodrigo Rodrigues, jogador de 23 anos que foi revelado nas categorias de base do Bahia, está acertado com o Dragão. Jogador deve chegar nos próximos dias à Goiânia e após a aprovação nos exames médicos, será anunciado oficialmente.

Recuperado de lesão no nariz, o meia-artilheiro do Vila na Série B, Neto Moura, é uma opção para o técnico Eduardo Baptista. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o jogador reconheceu que se trata de um jogo complicado, porém, ressaltou a importância de uma vitória para o Tigre.

 

Por outro lado o lateral-esquerdo uruguaio Gastón Filgueira desfalcará o Vila Nova por pelo menos 30 dias. De acordo com a assessoria de imprensa do time colorado, ele sofreu uma fratura num osso do pé esquerdo no amistoso diante do Corinthians, na semana passada.

E O gancho por ter sido pego no exame anti-doping no ano passado, que foi estendido por mais um ano levou Walter dos gramados aos microfones. O atacante atuará como comentarista da Rádio Bandeirantes 820. A estreia foi ontem a noite.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!